Peeling Cristal ou Diamante

Peeling de diamante: é realizado com uma ponteira de caneta e uma lixa diamantada, aspirando impurezas da pele, atingindo somente a epiderme. O método é mais indicado para peles mais novas e sensíveis, que não necessitam de uma esfoliação abrasiva. Esse método não causa dor nem vermelhidão. É ideal para hidratar e acabar com as marcas deixadas pelos cravos e espinhas no rosto e pode ser feito também no pescoço, colo e costas. O número de sessões recomendadas varia de acordo com o estado da pele da paciente. Para algumas, três já é o suficiente, enquanto que para outras podem ser necessárias 10 ou mais.

Benefícios: Ameniza rugas, manchas e estrias.

Indicações para o peeling de diamante:

A esfoliação promovida pelo peeling de diamante renova a camada celular da pele, e, segundo estudo da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, publicado em 2009 no periódico científico Archives of Dermatology, induz alterações celulares na pele que ajudam a rejuvenescê-la. O que acontece é que para alterar a aparência da pele, o procedimento estimula a produção de colágeno, a principal proteína responsável por dar forma, estrutura e sustentação à pele. Segundo os pesquisadores, quanto mais agressivo o método – sem, claro, destruir o tecido da pele – maior o estímulo à produção de colágeno. O peeling de diamante pode ser feitos em pessoas com qualquer tonalidade de pele e até mesmo nas bronzeadas. Neste caso, o bronzeado será removido junto com a pele superficial.

Método estimula a formação de colágeno e promove esfoliação da pele.

O peeling de cristal é uma dermoabrasão, ou seja, uma esfoliação realizada mecanicamente na pele com o objetivo de remover marcas e melhorar o aspecto da pele, tratando cravos, manchas, rugas e estrias corporais.

Peeling de cristal: é feito através de uma ponteira que, aplicada sobre a pele, libera e aspira os cristais (óxido de alumínio) pelo próprio equipamento a vácuo. Ele é recomendado para peles mais maduras e que precisam de uma esfoliação mais profunda. O peeling de cristal é um pouco dolorido, pode ocorrer uma leve queimação, chegando a provocar vermelhidões na pele. É ideal para remover manchas provocadas pelo sol e cicatrizes de acnes. Ele pode ser realizado de 1 a 2 vezes por semana e a quantidade de sessões necessárias vão variar conforme o estado da pele da paciente, mas os resultados podem começar a ser vistos logo ao fim da primeira sessão. Geralmente recomenda-se no mínimo 3 sessões.

Para ambos os métodos não existem riscos, desde que seja feito com as devidas precauções, que são: evitar exposição solar 48 horas antes e após cada sessão, controlar o uso de cosméticos à base de ácido, não usar outras técnicas de peelings ou produtos com ácido e não fazer esfoliação excessiva.

Indicações do peeling de cristal:

O tratamento está indicado para pessoas que desejam tratar cravos, manchas (obtendo clareamento facial), rugas e estrias corporais (principalmente as avermelhadas) e até mesmo pelos encravados, inclusive sendo muito indicado para homens com foliculite. O peeling de cristal também estimula o colágeno da pele, melhorando sua firmeza e é uma opção para peles com bronzeado manchado. Além do rosto, o peeling de cristal pode ser feito em qualquer outra parte do corpo, e é principalmente feito no rosto, abdômen, dorso e culote.

O principal benefício do método mais profundo é a associação com princípios ativos. Chegando na derme superficial são colocados os ativos que considerados necessários: células tronco vegetais, hidratantes, máscara de colágeno, tensores, ácido retinoico, vitamina C, entre outros. A permeabilidade dos cosméticos é muito maior nessa camada da pele, garantindo resultados mais visíveis.

Agende uma avaliação cortesia com especialista e esclareça todas as suas dúvidas quanto ao tratamento. (51) 3027.3677